Propostas para estruturar IPVDF

  

 

Propostas para estruturar IPVDF

 

O Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal (Fundesa) através de seu presidente, Rogério Kerber e conselheiros, estiveram reunidos nesta terça-feira (23) com o secretário da Agricultura, Ernani Polo e com diretores da Fepagro e do Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor.  Em pauta, as dificuldades financeiras enfrentadas pelo IPVDF.

 

Conforme Kerber, dar condições de atuação para os laboratórios é fundamental para o setor produtivo.  “Se queremos ter setores fortes na produção e exportação, temos que ter um sistema de defesa sanitária satisfatoriamente estruturado.  O laboratório de diagnóstico é um importante suporte para este trabalho,” afirma o presidente.

Em 2014, os recursos do Fundesa foram fundamentais para o funcionamento do IPVDF. Enquanto a verba da Fepagro para o instituto foi de R$ 500 mil, o fundo aportou R$ 390 mil na instituição. O presidente do Fundesa sugeriu que os recursos dos convênios com o Ministério da Agricultura também possam ser repassados para o segmento de diagnóstico laboratorial.

 

A proposta do próprio instituto é que os recursos gerados com a realização de diagnósticos – em torno de 45 mil exames/ano – sejam revertidos para aplicação no IPVDF, sem ir para o caixa único do Estado. O potencial de receita do IPVDF é de R$ 587 mil, mas nem todo este recurso retorna para custeio e investimento da instituição.

A secretária adjunta da Agricultura, Ildara Vargas, lembrou que se o IPVDF estivesse em plenas condições, poderia estar potencializando esta capacidade de exames, como a exigência de diagnóstico de mormo, que hoje estão sendo feitos fora do estado. O secretário da Agricultura, Ernani Polo afirmou que vai encaminhar o assunto, para tentar retornar todo o valor arrecadado pelo IPVDF com os exames para o próprio instituto.

 

Polo propôs a criação de um grupo para discutir de forma conjunta. “É a primeira vez que sentamos juntos para discutir uma solução de longo prazo para o instituto. É um caminho para melhorar a situação para todos.” A primeira reunião do grupo, que contará com representantes da Secretaria da Agricultura e Pecuária, Fundesa, Fepagro e IPVDF será realizada no dia 29, às 14h.

 

Assessoria de Imprensa - Fundesa

>> Mais notícias

25/05/2017

Simpósio do Leite abordará Biosseguridade

10/05/2017

Biosseguridade e bem-estar na produção suína

03/03/2017

Audiência pública proposta por Weber discutirá decreto para suinocultu

16/12/2016

CP: Kerber vai para 7º mandato

16/12/2016

O Sul: Rogério Kerber é reeleito presidente do Fundesa

Ver todas as notícias

<< Voltar

Nome

E-mail

Mensagem