ABPA: plantas frigoríficas do Brasil não foram embargadas pela Rússia

 ABPA: plantas frigoríficas do Brasil não foram embargadas pela Rússia

Houve uma solicitação, por parte de empresas, pela retirada do cadastro de determinadas unidades.

Quarta-feira, 25 de Março de 2015 às 16h31

 

Leia nota de esclarecimento enviada à imprensa:

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) esclarece que não foi realizado um embargo a plantas frigoríficas do Brasil por parte das autoridades do Rosselkhoznadzor (Serviço Sanitário Russo).

Houve, na verdade, uma solicitação, por parte de empresas, pela retirada do cadastro de determinadas unidades.  A solicitação foi feita ao Ministério da Agricultura do Brasil, que a repassou às autoridades russas.

A solicitação das empresas é, de fato, uma atualização cadastral, já que estas empresas não estavam, no momento, exportando para a Rússia.  Trata-se, nada mais, do redirecionamento comercial da produção destas unidades para o atendimento a outros mercados importadores.

É importante destacar que o Brasil continua atendendo plenamente aos requisitos do mercado russo e dos demais clientes, em mais de 150 países importadores de carne de aves e em 70 importadores de carne suína.

Isto, graças ao reconhecimento internacional alcançado pelas agroindústrias produtoras e exportadoras quanto à qualidade do produto e à excelência de seu status sanitário, sem registros de Influenza Aviária e Diarreia Suína Epidêmica em território brasileiro.

Da Assessoria de Imprensa

>> Mais notícias

10/04/2019

Frente em Defesa do Milho tem adesão de 27 deputados

09/04/2019

Deputados querem criar Frente em Defesa da Cultura do Milho

08/11/2018

Presidente Fundesa fala sobre desafios sanidade animal

04/09/2018

Surto de Peste Suína Africana na Ásia exige atenção em biosseguridade

29/08/2018

Presidente do Fundesa recebe Medalha Assis Brasil

Ver todas as notícias

<< Voltar

Nome

E-mail

Mensagem