Nota complementar

  

Nota complementar

 

Os associados do Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos realizaram, no final da manhã desta terça-feira, uma teleconferência para fazer um balanço da situação das granjas e abatedouros com a greve dos caminhoneiros e o bloqueio de rodovias.

 

Pela manhã, a Alibem de Santa Rosa paralisou as atividades, com três mil animais deixando de ser abatidos. Em Ijuí, a expectativa é para a chegada do caminhão da empresa que faz o recolhimento de resíduos de abate. Sem a presença do caminhão, a linha de produção não pode continuar. Outras plantas estão com atividade funcionando apenas em ritmo parcial.

 

A grande preocupação, conforme Rogério Kerber, é com os animais que já estavam prontos para serem levados ao frigorífico – e em dieta de 12 horas, condição para o abate. Sem ração nas granjas, já que a disponibilidade é calculada exatamente conforme o ciclo e peso dos animais – os suínos já começam a entrar em restrição alimentar e portanto perdendo peso e com o bem-estar comprometido. “Além disso, a falta de alimento afeta o sistema imunológico dos suínos, deixando-os mais suscetíveis a doenças. Estamos todos muito preocupados”, afirma Rogério Kerber.

 

--


Thais D'Avila

>> Mais notícias

10/04/2019

Frente em Defesa do Milho tem adesão de 27 deputados

09/04/2019

Deputados querem criar Frente em Defesa da Cultura do Milho

08/11/2018

Presidente Fundesa fala sobre desafios sanidade animal

04/09/2018

Surto de Peste Suína Africana na Ásia exige atenção em biosseguridade

29/08/2018

Presidente do Fundesa recebe Medalha Assis Brasil

Ver todas as notícias

<< Voltar

Nome

E-mail

Mensagem