RS: Produtores independentes recebem R$4,18 pelo quilo do suíno vivo

 RS: Produtores independentes recebem R$ 4,18 pelo quilo do suíno vivo

O valor da saca de 60 quilos do milho baixou para R$ 26,10 (anterior R$ 26,25) e o farelo de soja baixou para R$ 1.130,00 para pagamento à vista

Terça-feira, 2 de Dezembro de 2014 às 09h53

 

A Pesquisa Semanal da Cotação do Suíno, milho e farelo de soja no Rio Grande do Sul, feita ontem (1º), apontou aumento de R$ 0,04 no preço pago pelo quilo do suíno vivo ao produtor independente no Estado gaúcho, em relação a última semana, ficando em R$ 4,18.

O valor da saca de 60 quilos do milho baixou para R$ 26,10 (anterior R$ 26,25) e o farelo de soja baixou para R$ 1.130,00 para pagamento à vista (anterior R$ 1.133,33) e para R$ 1.137,50 com 30 dias de prazo (anterior R$ 1.143,33).

Agroindústrias e cooperativas

O preço médio do suíno agroindustrial (integrado) baixou para R$ 3,44 (anterior R$ 3,48). As agroindústrias e cooperativas apresentaram as seguintes cotações: Cotrel R$ 3,60; Cosuel/Dália Alimentos R$ 3,50; Cotrijuí R$ 3,30; Cooperativa Languiru R$ 3,40; Cooperativa Majestade R$ 3,50; Ouro do Sul R$ 3,60; Alibem R$ 3,30; BRF R$ 3,40; JBS R$ 3,40; e Pamplona R$ 3,40.

A Pesquisa Semanal é realizada pela Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (ACSURS), com apoio exclusivo da MSD Saúde Animal, empresa Parceira da Suinocultura Gaúcha. Todas as pesquisas podem ser conferidas no site da ACSURS, o www.acsurs.com.br - guia Mercado - Mercado Gaúcho.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da ACSURS

>> Mais notícias

25/05/2017

Simpósio do Leite abordará Biosseguridade

10/05/2017

Biosseguridade e bem-estar na produção suína

03/03/2017

Audiência pública proposta por Weber discutirá decreto para suinocultu

16/12/2016

CP: Kerber vai para 7º mandato

16/12/2016

O Sul: Rogério Kerber é reeleito presidente do Fundesa

Ver todas as notícias

<< Voltar

Nome

E-mail

Mensagem