Brasil está à frente em bem-estar animal

 Brasil está à frente em bem-estar animal

 

O Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos do RS recebeu hoje em Porto Alegre a presença do Secretário de Desenvolvimento Agropecuário do Ministério da Agricultura, Caio Rocha. O objetivo do encontro foi tratar sobre bem-estar animal na produção de suínos. Também estiveram presentes representantes de indústrias, dos suinocultores, além do deputado estadual Edson Brum e representante do deputado federal Jerônimo Göergen.

 

O presidente do Sips, José Roberto Goulart, pediu para o secretário Rocha um relato sobre o andamento do tema dentro do governo federal e recebeu uma boa resposta. “Este assunto precisa ser tratado internamente no Brasil. Antes que venha uma exigência de países importadores, precisamos sair na frente. E não será por uma Instrução Normativa, queremos a participação de todos os envolvidos na cadeia produtiva”, afirma Caio Rocha.

 

O vice-presidente da Divisão de Suínos da ABPA, Rui Vargas, garantiu que o tema será tratado a fundo pela entidade em 2015, com a proposta de desenvolvimento pesquisas através da Embrapa. “Temos no Brasil uma condição muito mais favorável ao bem-estar de suínos do que em outros países. Aqui eles recebem sol e ventilação natural, entre outros fatores”, garante.

 

Um dos temas levantados foi o alojamento de matrizes em gaiolas. Algumas entidades estudam a possibilidade de retirar este sistema de forma gradual, permitindo a adequação a partir de novos projetos de granjas. “As indústrias integradoras são favoráveis ao sistema que garanta melhor bem-estar para os animais, mas acredita que o processo deva ocorrer voluntariamente”, afirma o presidente do Sips, José Roberto Goulart.

 

O presidente da Acusrs, Valdeci Folador, disse que a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) está levantando custos para saber qual a melhor forma de alojar matrizes, garantindo bem-estar animal e sustentabilidade econômica para o negócio do produtor. “Já sabemos que não é só tirar a gaiola, precisamos aumentar em pelo menos 40% a área das instalações na propriedade”, alerta.

 

O diretor executivo do Sips, Rogério Kerber, garante que para o setor de suínos no Rio Grande do Sul o tema “bem-estar animal” não é novidade. “Há anos as empresas trabalham com ambiência, manejo e transporte adequados às principais medidas de bem-estar animal”, enfatiza Kerber.

 

Um dos próximos encontros que irá aprofundar o tema ocorrerá em Brasília na próxima semana. O Workshop Boas Práticas de Bem-Estar Animal em Sistemas Sustentáveis na Produção de Suínos acontece nos dias 25 e 26, com o objetivo de trocar experiências e debater os principais requisitos sobre o tema, exigidos pelos países importadores da carne suína nacional.

 

--


Thais D'Avila

>> Mais notícias

24/08/2017

Comissão aprova proj. de Katia Abreu que suspende cobrança do Funrural

25/05/2017

Simpósio do Leite abordará Biosseguridade

10/05/2017

Biosseguridade e bem-estar na produção suína

03/03/2017

Audiência pública proposta por Weber discutirá decreto para suinocultu

16/12/2016

CP: Kerber vai para 7º mandato

Ver todas as notícias

<< Voltar

Nome

E-mail

Mensagem