Biossegurança e Copa do Mundo

 

Biossegurança e Copa do Mundo

No dia 26 de maio, vai acontecer o workshop "Biossegurança na Copa"...

Terça-feira, 6 de Maio de 2014 às 16h27

 
Biossegurança e Copa do Mundo

O setor de suínos do Rio Grande do Sul, liderado pelo Conselho Técnico Operacional de Suinocultura do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal (Fundesa) e pelo Comitê Estadual de Sanidade Suína vai realizar, no dia 26 de maio, o workshop "Biossegurança na Copa". A intenção é levar ao corpo técnico de indústrias, cooperativas e produtores em geral informações sobre cuidados sanitários com o aumento de estrangeiros no país na época do mundial.

A maior preocupação, conforme o presidente do Fundesa, Rogério Kerber, é com a PEDv, sigla em inglês para diarreia suína epidêmica (Pig Epidemic Diarrhea Virus). A doença atinge 10% do rebanho suíno dos Estados Unidos e já foi confirmada no Peru, Colômbia e Japão, registrando suspeitas no Canadá e no México. A França já suspendeu a importação de suínos dos países atingidos e com suspeitas da doença.

Apesar de não representar riscos à saúde humana, Kerber afirma que trata-se de uma enfermidade econômica, pois pode gerar sérios prejuízos à atividade, pois provoca a morte de leitões infectados em 100% dos casos. O vice-presidente para Suínos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Rui Vargas, afirma que as medidas de controle são necessárias uma vez que a forma de disseminação da doença ainda é desconhecida.

O workshop será realizado em Carazinho e vai contar com a apresentação de pesquisadores e especialistas em biossegurança. “Queremos esclarecer que, com o aumento de circulação de estrangeiros no país, o produtor e a indústria precisam estar preparados, restringindo ao máximo as visitas às granjas e plantas e tomando todos os cuidados com a produção”, informa Kerber. Conforme a Embratur - Instituto Brasileiro de Turismo, durante o período da Copa são esperados mais de 500 mil turistas de diversos países.

O workshop "Biossegurança na Copa" conta com o apoio da Ministério da Agricultura (Mapa), Secretaria da Agricultura (Seapa/RS), ABPA, Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), Fundesa, Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (Acsurs), Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos do Estado do Rio Grande do Sul (Sips), Associação de Médicos Veterinários Especialistas em Suínos (Abraves) e Associação dos Fiscas Agropecuários (Afagro-RS).

Fonte: Assessoria de Imprensa do Fundesa

Fonte: PORKWORLD - o mega portal da Suinocultura Brasileira

 

>> Mais notícias

25/05/2017

Simpósio do Leite abordará Biosseguridade

10/05/2017

Biosseguridade e bem-estar na produção suína

03/03/2017

Audiência pública proposta por Weber discutirá decreto para suinocultu

16/12/2016

CP: Kerber vai para 7º mandato

16/12/2016

O Sul: Rogério Kerber é reeleito presidente do Fundesa

Ver todas as notícias

<< Voltar

Nome

E-mail

Mensagem