OIE certificará nações livres de peste suína

 02/12/2013

OIE certificará nações livres de peste suína

 

Trabalho deve começar no ano que vem com avaliação de dossiês de países
 
Em 2015, a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) passará a certificar produções livres de peste suína clássica, doença de notificação obrigatória. A partir de maio do ano que vem, a instituição receberá dossiês que permitirão reconhecimento da situação e os critérios utilizados pelos países. 'Precisamos liderar este processo', afirma o chefe da Divisão de Defesa Agropecuária do Mapa/RS, Bernardo Todeschini, referindo-se ao Estado. De acordo com ele, países em desenvolvimento como o Brasil estão se qualificando e atingindo níveis de produção competitivos.
 
'Com esta nova certificação será possível negociar melhores mercados graças a uma condição sanitária reconhecida mundialmente', acrescenta, já que as enfermidades certificadas pela OIE são utilizadas como normatização pela Organização Mundial do Comércio. 'Quanto mais avançarmos em diversos reconhecimentos, mais vamos demonstrar estrutura de controle da situação, e isso causa uma boa impressão aos países parceiros e mercados em potencial', conclui Todeschini, comparando o reconhecimento a um passaporte ou carta de apresentação.
 
'Será estipulado um novo ordenamento técnico, como já é para a febre aftosa', define o presidente do Fundesa, Rogério Kerber. Até então, destaca ele, as normas são estabelecidas internamente, de forma independente por cada país. Com a mudança, os critérios para área livre de peste suína clássica serão definidos com alinhamento técnico e de forma universal.
 
Na opinião do presidente da Acsurs, Valdecir Folador, os produtores já estão fazendo o dever de casa, pois a doença está controlada e há rigor com os cuidados, como o isolamento da granja e a introdução de animais certificados. 'Mas o governo precisa investir em políticas públicas, principalmente nas regiões Norte e Nordeste para que não se corram riscos', destaca.
Fonte Correio do Povo
Fonte: Fundesa

>> Mais notícias

10/04/2019

Frente em Defesa do Milho tem adesão de 27 deputados

09/04/2019

Deputados querem criar Frente em Defesa da Cultura do Milho

08/11/2018

Presidente Fundesa fala sobre desafios sanidade animal

04/09/2018

Surto de Peste Suína Africana na Ásia exige atenção em biosseguridade

29/08/2018

Presidente do Fundesa recebe Medalha Assis Brasil

Ver todas as notícias

<< Voltar

Nome

E-mail

Mensagem