Clima tenso na China em reunião sobre carne

 

Clima tenso na China em reunião sobre carne

China enfim confirmou que enviará uma missão de inspeção ao Brasil para decidir se suspenderá o embargo à carne bovina brasileira, em vigor desde o fim de 2012 em razão da confirmação de um caso atípico de "vaca louca"...

Quinta-feira, 7 de Novembro de 2013 às 09h55

 

A China enfim confirmou que enviará uma missão de inspeção ao Brasil para decidir se suspenderá o embargo à carne bovina brasileira, em vigor desde o fim de 2012 em razão da confirmação de um caso atípico de "vaca louca". Mas decepcionou a delegação liderada pelo vice-presidente Michel Temer ao se recusar a marcar uma data para isso.

Nas reuniões técnicas, os chineses chegaram a argumentar que teriam recebido um documento brasileiro com assinatura ilegível, o que foi recebido com estranheza. Depois, oficialmente, afirmaram que uma solução para esse caso tornou-se "prioridade" para seu Subcomitê de Inspeção, Qualidade e Quarentena.

Entre alguns negociadores, há o sentimento de que Pequim deixará para decidir algo sobre o tema na visita oficial do presidente Xi Jinping ao Brasil - que ele preferiria fazer em julho de 2014, durante a Copa do Mundo de Futebol.

O clima ficou mais tenso com o pedido brasileiro para a habilitação de novos frigoríficos exportadores de carnes de frango e suína, sinal de que o tema é de especial relevância para o setor privado e para a diversificação das exportações brasileiras. A delegação chinesa disse que levaria a demanda "às autoridades competentes". Como os brasileiros continuaram a pressionar e os chineses a resistir, o Brasil se recusou a assinar a ata da reunião da subcomissão.

No encontro, a China também pediu para o Brasil facilitar o acesso de seus pescados, peras e lácteos. O país quer exportar pescado de água doce, mas as vendas tiveram problemas, até pela qualidade. Nos lácteos, é preciso aval do Ministério da Agricultura e da Anvisa, em razão de recentes escândalos envolvendo a contaminação de leite na China.


Fonte: Valor Econômico

Fonte: PORKWORLD - o mega portal  da Suínocultura  Brasileira

 

>> Mais notícias

10/04/2019

Frente em Defesa do Milho tem adesão de 27 deputados

09/04/2019

Deputados querem criar Frente em Defesa da Cultura do Milho

08/11/2018

Presidente Fundesa fala sobre desafios sanidade animal

04/09/2018

Surto de Peste Suína Africana na Ásia exige atenção em biosseguridade

29/08/2018

Presidente do Fundesa recebe Medalha Assis Brasil

Ver todas as notícias

<< Voltar

Nome

E-mail

Mensagem