Suínos: Cotações recuam após três meses de alta

 

Suínos: Cotações recuam após três meses de alta

Depois de subir fortemente por quase três meses seguidos, os preços do suíno vivo e da carne têm caído, principalmente em São Paulo e Minas Gerais....

Segunda-feira, 4 de Novembro de 2013 às 09h26

 

Depois de subir fortemente por quase três meses seguidos, os preços do suíno vivo e da carne têm caído, principalmente em São Paulo e Minas Gerais. A dificuldade das vendas de carne no mercado atacadista nos elevados patamares atuais faz com que frigoríficos pressionem as cotações do animal vivo, mesmo com a oferta restrita. Segundo agentes consultados pelo Cepea, a típica retração do consumo em final de mês também reforçou as baixas dos valores praticados no atacado.

Para as próximas semanas, porém, a expectativa de produtores é que os valores voltem a subir. Além de o plantel estar menor em relação a 2012, o endividamento, reflexo da crise enfrentada pelo setor em meados do ano passado (elevados preços de insumos e baixo valor de venda do suíno), ainda limita novos investimentos para reposição desses animais. Segundo agentes consultados pelo Cepea, alguns produtores continuam vendendo suínos vivos com peso abaixo do ideal para abate.

Fonte: Cepea/Esalq

Fonte: PORKWORLD - o mega portal da Suinocultura Brasileira

 

>> Mais notícias

10/04/2019

Frente em Defesa do Milho tem adesão de 27 deputados

09/04/2019

Deputados querem criar Frente em Defesa da Cultura do Milho

08/11/2018

Presidente Fundesa fala sobre desafios sanidade animal

04/09/2018

Surto de Peste Suína Africana na Ásia exige atenção em biosseguridade

29/08/2018

Presidente do Fundesa recebe Medalha Assis Brasil

Ver todas as notícias

<< Voltar

Nome

E-mail

Mensagem