Ministro da agric. participa da abertura da Semana Nac. da Carne Suína

 CAMPANHA

02/10/2013 | 16h30

Ministro da Agricultura participa da abertura da Semana Nacional da Carne Suína

Andrade destacou a importância do aumento do consumo interno da proteína

Hermínio Nunes
Foto: Hermínio Nunes / Agencia RBS
ABCS traçou nova meta para levar o consumo de carne suína aos 18 kg per capita até 2015

 

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Antônio Andrade, participou nesta quarta, dia 2, da abertura da "Semana Nacional da Carne Suína", uma ação de fomento ao consumo da proteína organizado pela Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), em parceria com o Grupo Pão de Açúcar. A iniciativa se estende até o dia 16 em todas as lojas Pão de Açúcar e Extra.

No evento, Andrade ressaltou a importância do aumento do consumo interno da carne suína. Disse que há espaço para crescer, mas que é necessário trabalhar abertura de novos mercados.

– O Mapa é favorável a inclusão da carne suína no PGPM. Nós trabalhamos para isto, já encaminhamos  nosso voto ao Ministro da Fazenda no sentido que seja incluído. É necessário que se traga esta tranquilidade para os nossos produtores, para que eles possam estar motivados para o ano que vem produzir mais do que estão produzindo em 2013 – destaca Andrade.

Segundo ele, no ano passado a atividade teve prejuízo, com custo alto de produção e preço baixo de mercado que se estendeu até o início desse ano. E, hoje, a remuneração voltou a ser atraente para os suinocultores, com a queda do custo de produção.

Mobilização

O projeto da Semana Nacional, que ocorre entre 2 e 16 outubro, surgiu no auge da crise da suinocultura, em meados de 2012, quando milhares de suinocultores abandonaram a atividade por conta do extenso período de prejuízos gerados pelo alto preço dos grãos e baixa remuneração pelo quilo do suíno.

Em junho do mesmo ano, cerca de 700 produtores de todo país, liderados pela entidade de classe, rumaram a Brasília para reivindicar apoio. Depois de uma manifestação pacífica e uma audiência pública no Congresso Nacional, os suinocultores se reuniram com o então ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, e sua equipe para traçar estratégias de apoio ao desenvolvimento da suinocultura.

Entre outras medidas, o Mapa declarou seu apoio à criação da Semana Nacional da Carne Suína para promover o consumo do produto e trazer sustentabilidade ao setor que emprega mais de 700 mil pessoas diretamente. O consumo de carne suína no Brasil é de 15,6 kg per capita enquanto a média nos Estados Unidos e nos países da Europa é superior a 30kg, o que significa grande margem para crescimento.

Por isso, a ABCS traçou nova meta para levar o consumo de carne suína aos 18 kg per capita até 2015, número que ainda está distante de países como Alemanha, onde o consumo é de 54 kg e da Espanha, que chega a 66 kg. Desde 2000, com esforços das ações da entidade e parceiros da suinocultura, o consumo subiu 43%.

– Nosso maior objetivo é levar a informação à população. Vamos mostrar que temos uma carne de grande qualidade, consumida por países que tem exigência sanitária. Precisamos mostrar para o nosso povo que nós produzimos uma boa carne, e que pode se trabalhada dentro do país. A nossa expectativa, em dentro de dois anos, é ter um aumento de pelo menos 3 kg per capita no consumo também – destaca o presidente da ABCS, Marcelo Lopes.

Hoje, o número de abates é de quase 40 milhões. O setor emprega mais de um milhão de pessoas e reúne 40 mil produtores. O desafio é incluir a carne suína na política de garantia de preços mínimos. A inclusão já estava acertada, mas houve uma reviravolta no congresso.

– Lamentavelmente, de forma equivocada pediram para que um dos vices-líderes do governo pudesse fazer um recurso para o plenário e não tramitou na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. Nós estamos trabalhando para que haja uma retirada de assinaturas, e com isto possamos fazer com que a presidente possa sancionar a inclusão do preço mínimo da carne suína – salienta o presidente da Frente Parlamentar da Suinocultura, Vilson Covatti. 

Em 2012, o Brasil produziu cerca de 3,5 milhões de toneladas do produto das quais 85% fica no mercado interno e 15% é exportada, gerando US$ 1,5 bilhão em divisas e um PIB superior a US$ 8 bilhões. Com estes números, o país é o quarto maior produtor e também o quarto maior exportador de carne suína que tem demanda crescente no mercado global. 
 
A Carne Suína é 10

A Agenda Nacional da Carne Suína, idealizada pela ABCS, que inclui as ações dos parceiros ao longo da Semana Nacional, conta com 26 participações entre entidades estaduais de criadores de suínos e empresas parceiras do setor. Ações em mais de 50 cidades do país pretendem potencializar as capacitações e a campanha nacional “A Carne Suína é 10!”.

– Nosso foco com essa grande ação de endomarketing é extravasar o setor de varejo e fazer a campanha acessar o dia a dia dos brasileiros que estão ligados diretamente com a produção de carne suína, seja ele um suinocultor, colaborador na indústria de insumos, de sanidade, ou outras tantas áreas do nosso setor, que esteja envolvido diretamente com a cadeia – explica a coordenadora nacional do Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS), Lívia Machado.

O objetivo é divulgar a qualidade, a versatilidade dos cortes, a saudabilidade e o sabor da carne, além de desmistificar os mitos contra a carne suína.

Mais vendas com campanha

O diretor Comercial de Perecíveis do Grupo Pão de Açúcar, Leonardo Miyao, disse, no lançamento da Semana Nacional, que a rede espera vender 40% mais do produto no período da campanha. São 40 tipos de corte da proteína com até 25% de desconto. 
 
– Dentro do açougue do Grupo Pão de Açúcar, a carne suína participa somente com 10%. Vejo uma grande oportunidade, basta apresentar o produto corretamente para o consumidor – declarou o executivo, ressaltando que a companhia quer ser referência de carne suína no país.

Antes de lançar a campanha nacional, o grupo participou de ações regionais e teve resultados relevantes em vendas: em São Paulo, o comércio do item cresceu 38%; no Rio de Janeiro, 45% e, no Centro-Oeste, 18%. Para a semana nacional foram capacitados 2.609 funcionários em 16 Estados e 507 lojas.
 
O presidente do Grupo Pão de Açúcar, Enéas Pestana, reforçou que ainda há desinformação sobre a carne suína.

– Estar próximo da cadeia produtiva é bom para o desenvolvimento do grupo e também do país – disse Pestana.

Você pode acompanhar a mobilização do setor de suínos através do site e do Facebook da ABCS.


 

CANAL RURAL, ESTADÃO CONTEÚDO, ABCS E FAEG

>> Mais notícias

25/05/2017

Simpósio do Leite abordará Biosseguridade

10/05/2017

Biosseguridade e bem-estar na produção suína

03/03/2017

Audiência pública proposta por Weber discutirá decreto para suinocultu

16/12/2016

CP: Kerber vai para 7º mandato

16/12/2016

O Sul: Rogério Kerber é reeleito presidente do Fundesa

Ver todas as notícias

<< Voltar

Nome

E-mail

Mensagem