JBS compra planta da BRF no interior gaúcho por R$200 milhões

 

Empresas do Setor

05/06/13 - 10:56 - Fonte: Valor Econômico

JBS compra planta da BRF no interior gaúcho por R$ 200 milhões

A JBS firmou, por meio de sua subsidiária JBS Aves, um contrato com a BRF para a aquisição, por R$ 200 milhões, de unidade de suínos localizada no município gaúcho de Ana Rech. O ativo, que inclui também granjas, havia sido dado à BRF como garantia de uma dívida pela francesa Doux Frangosul, em 2011. Pelo contrato, a JBS também se compromete a adquirir ativos biológicos (cerca de 491 mil suínos) e a Granja André da Rocha, localizada em Nova Prata (RS).

Dos R$ 200 milhões que a JBS pagará à BRF, R$ 120 milhões se referem à unidade de Ana Rech e à Granja André da Rocha. Pelos ativos biológicos, a empresa pagará R$ 80 milhões, conforme informaram as duas empresas em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O valor será pago em 50 parcelas mensais e consecutivas de R$ 4 milhões, e a primeira delas vencerá seis meses a contar da data da assinatura dos contratos definitivos de venda e compra dos ativos. Sobre as parcelas incidirão juros, calculados de acordo com a variação da taxa DI, aplicada pro rata die desde a data de assinatura do contrato até a data do pagamento.

A conclusão da operação depende da implementação de algumas condições suspensivas, entre elas a autorização prévia do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A unidade de Ana Rech pertencia à multinacional francesa Doux Frangosul. Em 2011, a empresa, em dificuldades financeiras, tomou um empréstimo da BRF e ofereceu uma série de ativos em garantia, entre eles a indústria da cidade gaúcha. Como a Doux não conseguiu pagar a dívida, a unidade de Ana Rech passou a ser propriedade da BRF.

Mas o acordo firmado com o Cade, que permitiu a união de Perdigão e Sadia e a criação da BRF, em 2009, impedia a empresa de fazer aquisições no segmento de aves e suínos no Brasil. Com isso, o Cade congelou a operação feita entre BRF e Doux em novembro do ano passado. Em janeiro deste ano, o órgão antitruste determinou que a BRF deveria vender os ativos que a Doux havia dado como garantia.

A unidade de abate de suínos de Ana Rech, adquirida pela JBS, tem capacidade de abate de 3.500 animais por dia. No ano passado, a JBS entrou no segmento de aves no Brasil com o arrendamento dos ativos da Doux Frangosul.

Fonte: Suíno.com.br

Voltar |

>> Mais notícias

10/04/2019

Frente em Defesa do Milho tem adesão de 27 deputados

09/04/2019

Deputados querem criar Frente em Defesa da Cultura do Milho

08/11/2018

Presidente Fundesa fala sobre desafios sanidade animal

04/09/2018

Surto de Peste Suína Africana na Ásia exige atenção em biosseguridade

29/08/2018

Presidente do Fundesa recebe Medalha Assis Brasil

Ver todas as notícias

<< Voltar

Nome

E-mail

Mensagem