Programa Mais Água, Mais Renda é lançado pelo Governo do Estado

 

O governador Tarso Genro e o secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa), Luiz Fernando Mainardi, lançaram nesta quarta-feira (14), às 15h, no Palácio Piratini, o Programa Estadual de Expansão da Agropecuária Irrigada - Mais Água, Mais Renda. O programa incentiva a implantação de sistemas de irrigação, subsidia a aquisição de equipamentos e agiliza o licenciamento e a outorga de projetos de irrigação. O objetivo é que os agropecuaristas gaúchos tenham maior produtividade e estabilidade na produção, estimulando o aumento na reserva de água nas propriedades rurais e o uso do sistema de irrigação.
Os agricultores e pecuaristas familiares poderão acessar o Mais Água, Mais Renda através do Pronaf. O Estado vai pagar 100% da primeira e da última parcela do financiamento. Já o médio produtor terá recursos através do Pronanp, com o Estado cobrindo 75% da primeira e da última parcela. O grande produtor, que acessar financiamento através do Moderinfra, terá 50% da primeira e da última parcela subsidiadas pelo Governo Estadual.

Licenciamento ambiental
Conforme o secretário da Agricultura, "a primeira barreira - a do licenciamento ambiental - foi ultrapassada, houve um avanço". Para a construção de açudes de até 10 hectares e a irrigação de até 100 hectares, informou o secretário, "não será necessário encaminhar projetos para analise da Fepam, bastando um projeto elaborado por técnico competente".
Mainardi lembrou que "aqui no RS não nos falta chuva, são 1.600 milímetros de precipitação por ano. Precisamos é armazenar a água e estamos criando as condições para isso. Cremos que dentro desta lógica de crescimento, aumentando a produtividade das culturas, se justifica o investimento de R$ 225 milhões nos próximos anos, sendo R$ 75 milhões a cada ano".

Produtores
O presidente em exercício da Farsul, Gedeão Pereira, lembrou que, segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) a agricultura já utiliza 70% da água disponível no planeta. "O Brasil tem um potencial de irrigar 29 milhões de hectares cultiváveis, mas irrigamos somente 5 milhões", disse. "Estamos convencidos de que este programa é o primeiro passo para avançarmos, e os produtores estão dispostos a dar uma resposta positiva", garantiu.
"O Estado intervém na política de juros e subsídios da economia, através das encomendas que ele faz ao setor privado, e através da infraestrutura que ele aporta para que os agentes econômicos e sociais possam se mover de maneira adequada em seu território", analisou o governador. "Aqui, neste momento, estamos tratando de uma política de governo que tem duas características da intervenção do Estado na economia: nós estamos fornecendo subsídios e fazendo encomendas ao setor privado para fornecer estes insumos de maquinários que serão necessários para a implementação deste processo da irrigação", afirmou Tarso Genro. Ele garantiu, ainda, que o Governo do Estado "tem consciência de que ainda há muito o que fazer, mas isto é um começo". O programa Mais Água, Mais Renda foi elaborado pela Seapa, em parceria com as secretarias de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano, de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, de Desenvolvimento e Promoção ao Investimento, da Fazenda, do Meio Ambiente e Comunicação e Inclusão Digital.

 


 

Clique aqui para Baixar Decreto 48.921

 

 Fonte: Secretária da Agricultura do RS

>> Mais notícias

10/04/2019

Frente em Defesa do Milho tem adesão de 27 deputados

09/04/2019

Deputados querem criar Frente em Defesa da Cultura do Milho

08/11/2018

Presidente Fundesa fala sobre desafios sanidade animal

04/09/2018

Surto de Peste Suína Africana na Ásia exige atenção em biosseguridade

29/08/2018

Presidente do Fundesa recebe Medalha Assis Brasil

Ver todas as notícias

<< Voltar

Nome

E-mail

Mensagem